Arautos d'El-Rei | Referendo no Liechtenstein defende a vida e consolida a Monarquia
628
post-template-default,single,single-post,postid-628,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Referendo no Liechtenstein defende a vida e consolida a Monarquia

Maioria contra o aborto e a favor da Monarquia

Uma inequívoca maioria (76%) dos habitantes do Principado de Liechtenstein confirmou a 1 de Julho de 2012 o poder de veto do Príncipe Soberano do Estado, rejeitando o aborto e consolidando a Monarquia, noticiou a BBC.

No Principado do Liechtenstein, mais de 90% da população é católica, o aborto é estritamente ilegal e o Príncipe Herdeiro anunciou que vetaria qualquer resolução que favorecesse a massacre de inocentes, mesmo que aprovada em referendo.

Activistas republicanos aproveitaram a ocasião para pedir um referendo visando anular o poder de veto do Soberano.
A questão do veto, segundo a BBC, transformou-se noutra questão: abolir ou não o Monarquia.
Deu-se então início a uma agressiva propaganda “democrática” que acusou o actual Soberano, Príncipe Hans Adam, de deter um poder exagerado e inadequado aos tempos modernos.
O povo, no entanto, não deu grande importância a tal propaganda e, por esmagadora maioria, decidiu manter a prerrogativa régia.
Para o Príncipe Herdeiro, o resultado confirmou que “até hoje se encontra bem consolidade a aliança que há 300 anos existe entre o povo e a Casa Real”.
Muitos cidadãos acham que a Família Real é a grande instituição que mantém a independência cultural e a identidade nacional do Principado.
“O Príncipe representa o país, ele é o garante da nossa soberania e da nossa estabilidade. Um país pequeno precisa de ter uma bandeira e a bandeira do Liechtenstein é a Casa Principesca”, explicou a parlamentar Renate Wohlwend do Partido dos Cidadãos Progressistas do Liechtenstein.

Príncipe Hans Adam de Liechtenstein



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close