Arautos d'El-Rei | Não é a mesma coisa…
107
post-template-default,single,single-post,postid-107,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Não é a mesma coisa…

• Uniões homossexuais:  um atentado aos direitos das crianças

Estudos realizados em diferentes países, indicam que as crianças criadas por “casais” homossexuais estão mais sujeitas do que a média da população às seguintes consequências [1]:


Problemas psicológicos:
– baixa auto-estima;
– stress;
– insegurança a respeito da sua vida futura em casal e paternidade;
– perturbações de identidade sexual;
– rejeição do companheiro(a) homossexual do progenitor como figura materna ou paterna e preferência por viver com o outro progenitor biológico.

Transtornos de conduta:
– toxicodependência;
– disfunções alimentares;
– insucesso escolar: piores qualificações e mau comportamento em sala de aula.

Podemos nós abrir a porta ao casamento homossexual sabendo que, em geral, as crianças que vierem a poder ser adoptadas por estes “pares” acabam por ficar gravemente prejudicadas nas suas perspectivas de felicidade futura?

Não estamos a falar de crianças em abstracto. Falamos dos nossos próprios filhos, dos seus filhos, caro leitor, dos filhos de cada um de nós se algum dia, por infelicidade, vierem a ficar órfãos ou nos forem roubados pelo Estado – por um Estado que cada vez mostra mais hostilidade à dissidência ou oposição política, aos cristãos, aos objectores de consciência contra a onda de laicismo totalitário que ameaça tomar conta da coisa pública.

As associações LGBT repetem o canto da sereia, a canção da igualdade… mas sabem, como todos nós sabemos, que a Verdade é só uma – para as crianças a adoptar «dois “pais”», «duas “mães”» ou “o pai e a mãe”… NÃO É A MESMA COISA!

Todo este barulho, toda esta polémica acabam por distrair o governo que, pior ou melhor, os portugueses escolheram da sua obrigação primeira que não é desgovernar mas governar-nos. E todos percebem que visa sobremaneira desviar as atenções do caso de corrupção e tráfico de influências ao mais alto nível, conhecido pelo nome de código de “Face Oculta”.
Gays e lésbicas querem “casar”? Querem adoptar crianças? Têm uma solução muito simples – inscrevam-se no “Second-Life”!

Luís Botelho Ribeiro
17 de Novembro de 2009

——————
[1] «NO ES IGUAL – informe sobre el desarrollo infantil en parejas del mismo sexo», Maio 2005, Mónica Fontana, Patricia Martínez, Pablo Romeu, Ed. HazteOir.org,
disponível em http://www.noesigual.org/manifestacion/documentos/noesigual3.pdf ( em língua castelhana)

 



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close