Arautos d'El-Rei | Liberalismo e democracia – Origem do (des)governo das paixões e tendências individuais
669
post-template-default,single,single-post,postid-669,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
Hugo Chávez

Liberalismo e democracia – Origem do (des)governo das paixões e tendências individuais

“Os princípios do regime liberal e democrático, ao assentarem a sua legitimidade de governo sobre a areia movediça das paixões e tendências individuais, implicam na destruição da harmonia que permite a convivência dos homens em sociedade.
Uma vez desprezada a religião verdadeira como fundamento da vida em comum, e a partir do momento em que no seu lugar se coloca a chamada vontade popular, inclusivamente com o aplauso de muitos eclesiásticos, os vaivéns da volúvel ambição política conduzem não apenas ao estatismo avassalador que destrói as peculiaridades e os costumes regionais, mas também a todo o tipo de tumultos e mesmo ao separatismo.” (*)

Foto: Hugo Chávez (falecido Presidente da Venezuela). Todos os ditadores geralmente se proclamam liberais e democráticos…

(*) Agência FARO (23-11-2012)
(Tradução da nossa Redacção)



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close