Arautos d'El-Rei | Afonso de Albuquerque – O Sonho da Índia
298
post-template-default,single,single-post,postid-298,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Afonso de Albuquerque – O Sonho da Índia

Afonso de Albuquerque é a figura mais genial do império português do Oriente. Ora nos surge como marinheiro, ora como soldado, estadista, administrador ou diplomata, com a mesma competência e saber em todas as situações, pondo sempre as suas múltiplas faculdades ao serviço de um único fim: fundar um poderoso império no Oriente, exaltar o Rei e a Pátria, difundir a Fé.
Muito avançado para a época, Afonso de Albuquerque governou gentes de outras raças sem as escravizar, respeitou-lhes os costumes e a religião, concedeu-lhe uma justiça que desconheciam, deixou-as participar no governo e preocupou-se com a educação e formação das novas gerações.
Sempre limitado pela falta de homens, de navios, de dinheiro — e muitas vezes pela pela incompreensão de El-Rei D. Manuel — Afonso de Albuquerque estendeu a sua influência desde a Arábia até à China, de um modo especial na Índia e em Malaca, tendo dominado o Oceano Índico e transformado Portugal na mais importante potência europeia no Oriente. A nossa Província Ultramarina de Goa permanece até hoje como a grande glória da sua obra civilizadora, apesar de ilegitimamente ocupada pela União Indiana desde 1961.

Autora: Elaine Sanceau
Editora: Edições Tenacitas, 2008, 310 págs.
ISBN: 9789728758493



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close