Arautos d'El-Rei | Estado Islâmico enterra crianças vivas
785
post-template-default,single,single-post,postid-785,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
Muçulmanos assassinam crianças

Estado Islâmico enterra crianças vivas

Muçulmanos do EI matam sistematicamente crianças pertencentes a minorias religiosas e étnicas

As Nações Unidas denunciaram no dia 4 de Fevereiro mais uma série de atrocidades cometidas pelo Estado Islâmico (EI) contra crianças iraquianas. De acordo com o Comité das Nações Unidas para os Direitos das Crianças, o Estado Islâmico sequestra meninas que usa como escravas sexuais para depois matar. Outras crianças são decapitadas, crucificadas ou enterradas vivas.

A ONU denunciou «a matança sistemática de crianças pertencentes a minorias religiosas e étnicas, cometida pelo assim chamado Estado Islâmico, incluindo vários casos de execuções colectivas de meninos, assim como relatos de crianças decapitadas, crucificadas e enterradas vivas».
«Estamos profundamente preocupados com a tortura e o assassinato destas crianças, especialmente daquelas que pertencem a minorias, mas não só das minorias», disse Renate Winter, especialista do comité, em comunicado à imprensa, sublinhando que «a extensão do problema é enorme».
Os alvos são sobretudo crianças da minoria yazidi, xiitas e sunitas, assim como cristãs.
«Temos tido relatos de crianças, especialmente crianças com problemas mentais, que são usadas como portadoras de bombas, muito provavelmente sem sequer entenderem a situação», declarou Renate Winter, citada pela REUTERS.

Estado Islâmico assassina criançasIlude-se quem pensa que os horrores desta guerra vão ficar apenas dentro do mundo muçulmano. A guerra contra o Ocidente já começou com os atentados terroristas e — se nada fizermos para a conter — para aqui virá em breve com estas acções de terror e selvajaria.

Para quem acha que isto é exagerado, aqui fica o expressivo apelo que Abu Muhammad al-Adnani faz aos seus seguidores, para o momento em que os guerrilheiros do chamado Estado Islâmico começarem a agir em força dentro das nossas fronteiras, na Europa e na América: “Colocai explosivos nas suas estradas. Atacai as suas bases, irrompei nas suas casas. Cortai-lhes as cabeças. Que eles não se sintam seguros em lugar algum! Se não conseguirdes arranjar explosivos ou munições, isolai os infiéis americanos, franceses ou os seus aliados, sejam eles quem forem. Esmagai os seus crânios a golpes de pedra, matai-os à facada, atropelai-os com os vossos carros, atirai-os aos precipícios, sufocai-os ou envenenai-os”.

Fonte: TVI 24



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close