Arautos d'El-Rei | CHINA: multiplicam-se as reacções contra o regime comunista
417
post-template-default,single,single-post,postid-417,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
Gu Kui

CHINA: multiplicam-se as reacções contra o regime comunista

As autoridades municipais chinesas estão a realizar muitas expropriações a cidadãos comuns. Esses procedimentos socialistas têm levado cidadãos desesperados a suicidarem-se, porém muitos juraram defender as suas propriedades com a vida. “Eu tive que ficar a olhar, enquanto os tractores destruíam a minha propriedade”, disse o empresário Gu Kui [foto]. Na cidade de Zhengzhou, leste da China, uma mulher de 45 anos foi morta quando uma escavadora a arrastou para fora do andar superior do seu restaurante, onde ela se tinha entrincheirado para protegê-lo. A rebelião grassa contra o comunismo  e o governo central procura dominar dezenas de milhares de revoltas populares para evitar que elas se transformem num movimento mais amplo de contestação ao próprio regime marxista.

Agência Boa Imprensa



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close