Arautos d'El-Rei | A Família Real em defesa dos nossos valores: um exemplo para todos os portugueses e para os monárquicos em particular
157
post-template-default,single,single-post,postid-157,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

A Família Real em defesa dos nossos valores: um exemplo para todos os portugueses e para os monárquicos em particular

Como é sabido, a aprovação da lei que permite as uniões homossexuais está no âmbito de um programa político que visa a destruição dos nossos valores e que começou em Outubro de 1910 com a implantação da República laica.

Esse programa político vem sendo aplicado nos últimos anos com persistênciadeterminação e radicalismo, superando à vontade todo o estrago que os primeiros governos republicanos fizeram e tudo o que desejariam fazer.

“Pense-se no aborto, impunemente realizado e pago pelas instituições do Estado, que não têm contudo verbas para os doentes crónicos, nem consegue atempadamente satisfazer todos os pedidos de intervenção cirúrgica. Pense-se no divórcio, entendido como um simples repúdio que banaliza a família e atenta contra a dignidade do cônjuge mais desfavorecido. Pense-se na iníqua equiparação do casamento civil às uniões entre pessoas do mesmo sexo, por alguns festejada como ponto alto das celebrações do centenário republicano, talvez para vincar que os actuais governantes se revêem na índole anticristã dos seus predecessores.”(*)

Assim, pois, cumpre a todos os portugueses patriotas reagir energicamente a tal processo de demolição, manifestando o seu repúdio às leis iníquas do Socialismo e envidando todos os esforços para preservar os nossos valores e a identidade da Nação.

Foi no âmbito desse dever que a Associação Monárquica Arautos d’El-Rei participou na grande Manifestação pelo Casamento e pela Família (Lisboa, 20-02-2010) respondendo ao convite que lhe foi dirigido pela  Plataforma Cidadania e Casamento, organizadora do evento.

Entre as pessoas que apoiaram a iniciativa e que estiveram presentes, cumpre-nos destacar, com grande satisfação, Suas Altezas Reais o Duque e a Duquesa de Bragança, Sua Alteza Real o Príncipe da Beira, D. Nuno e D. Francisco de Bragança van Uden (primos-direitos de S.A.R. o Senhor D. Duarte).

Com efeito, “para salvar a família e salvar Portugal, é preciso que a Família Real, que é a fiel depositária de oito séculos de tradição cristã e de glória nacional, nos continue a guiar pelos caminhos da nossa História, na fidelidade à Igreja e à nossa memória e independência nacional!“, conforme sublinhou o Pe. Gonçalo Portocarrero de Almada na sua Homilia de 1 de Fevereiro de 2010. (*)

Arautos d’El-Rei, Fevereiro de 2010

Fotos:
1) Em primeiro plano: S.A.R. D. Afonso de Bragança, Príncipe da Beira. Em segundo plano: S.A.R. o Senhor D. Duarte Pio, Duque de Bragança (à direita) e seu primo-direito D. Nuno de Bragança van Uden (à esquerda).
2) Aspecto da Manifestação durante o percurso, na Avenida da Liberdade
3) Aspecto da Manifestação na Praça dos Restauradores, evidenciando a participação de muitos jovens.
Veja aqui mais fotografias da Manifestação.

(*) Homilia proferida pelo Pe. Gonçalo Portocarrero de Almada na missa celebrada em Lisoba, a 1 de Fevereiro de 2010, pela alma de El-Rei D. Carlos e do Príncipe Real D. Luís Filipe. Quem estiver interessado em conhecer o texto integral, poderá pedi-lo escrevendo para secretariado@arautosdelrei.org.



Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close