Arautos d'El-Rei | Da invasão migratória à guerra civil
943
post-template-default,single,single-post,postid-943,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Refugiados

Da invasão migratória à guerra civil

«As centenas de milhar de imigrantes que chegam às nossas costas não fogem da guerra nem da miséria. São jovens que gozam de perfeita saúde, bem apresentados e sem sinais de ferimentos ou desnutrição como aqueles que vêm dos lugares onde há guerra ou fome.» E como não podia deixar de ser, há uma infiltração maciça do Estado Islâmico entre esses imigrantes, conforme denunciou ao Parlamento Europeu (26 de Setembro) o coordenador da luta anti-terrorismo na União Europeia, Gilles de Kerchove.

Leia mais neste artigo de Roberto de Mattei.