Arautos d'El-Rei | A Turquia, membro da NATO, deixa circular o inimigo…
789
post-template-default,single,single-post,postid-789,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Fronteira turca

A Turquia, membro da NATO, deixa circular o inimigo…

Fronteira turca deixa passar jihadistas para a Síria

Ancara tem sido criticada pela relativa facilidade com que os terroristas e os aspirantes a combatentes são capazes de transpor a fronteira da Turquia com a Síria. Como são cerca de 40 milhões os turistas que visitam anualmente a Turquia, a segurança das fronteiras não é uma tarefa fácil neste país, mas as forças de segurança poderiam estar a fazer muito mais.

Os turcos alegam dificuldades com a segurança das fronteiras e dizem que esta não é a única razão para o fracasso da Turquia em conter o fluxo de cidadãos estrangeiros que procuram juntar-se às fileiras do Estado Islâmico e a outros grupos. A mulher do terrorista de Paris que atacou o shopping Kosher, Hayat Boumeddiene, fugiu recentemente da França para a Síria, através da Turquia, o que leva novamente a perguntar se este país muçulmano (membro da NATO) tem efectivamente vontade de impedir que os terroristas transitem pelo seu território.

Fonte: “Rua Judaica“, nº 393, 6-2-2015