Arautos d'El-Rei | Alpoim Calvão – Honra e Dever
726
post-template-default,single,single-post,postid-726,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Alpoim Calvão

Alpoim Calvão – Honra e Dever

A vida de Alpoim Calvão, o militar mais condecorado da Marinha Portuguesa, é muito mais do que a vida de um homem de armas.
É a vida de um dos principais protagonistas da História de Portugal das últimas seis décadas.

A vida de um rapaz que se arrebatou por Marx e se encantou pela multiculturalidade de Moçambique. De um jovem patriota que se alistou por convicção e se entregou voluntariamente aos sacrifícios da guerra no Portugal africano. A vida de um homem que aos 33 anos liderou as forças nacionais na investida a Conakry para libertar presos portugueses. A operação “Mar Verde” (1970), ainda hoje estudada em escolas militares de todo o mundo, continua sem ser oficialmente reconhecida por Portugal. São feitos como este que fazem de Alpoim Calvão o último grande marinheiro do ciclo do Império Português. Mas também que muito contribuíram para que se transformasse num alvo a abater após o 25 de Abril de 1974, uma revolução à qual se recusou a aderir por não lhe ter sido esclarecido o destino a dar às gentes e aos territórios portugueses de África.

Na vida como no mato, sempre encarou os ataques de frente, avançando por aquilo e aqueles em quem acreditava. Foi assim que se envolveu no 11 de Março de 1975 e que se tornou no líder operacional do MDLP. Se muito disto se conhece já, nunca ele e outros tanto tinham revelado como neste livro.

E numa vida cheia há ainda tudo o resto, tão ou mais interessante. Os episódios nunca contados da guerra, a irreverência que irritava chefes militares e ministros, os perigos de ser garimpeiro no Brasil, os bastidores do negócio da venda de armas. E mais intimamente, a dor de perder um filho, o talento para a ópera e o interesse pela arte, a improvável amizade com Otelo Saraiva de Carvalho e o surpreendente parentesco com Amílcar Cabral, o líder inimigo na Guiné.

Uma vida única! Uma biografia fundamental para conhecer e compreender a vida portuguesa dos últimos 60 anos.

Autores: Rui Hortelão, Luís Sanches de Baena, Abel de Melo e Sousa
Título: Alpoim Calvão – Honra e Dever
Editora: Caminhos Romanos, Porto, 2012
ISBN: 978-989-8379-25-2