Arautos d'El-Rei | Cumprir Portugal
487
post-template-default,single,single-post,postid-487,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Estandarte 5 Quinas

Cumprir Portugal

Quando Jesus disse que a filha de Jairo não estava morta, mas apenas adormecida, «riram-se d’Ele» (Mc 5, 40). Adivinho esse mesmo esgar trocista nos que agora pensam que Portugal é morto e enterrado e, por isso, descrêem esta palavra final de alento. Que seja. Mas peço o arrojo da esperança aos filhos desta bendita terra de Santa Maria, para que, como os nossos antepassados em 1385 e em 1640, também agora perseverem na ousadia da fé. Elevai pois, de novo, o estandarte das quinas e fazei vida da vossa vida a oração do poeta: «Senhor, falta cumprir-se Portugal!»

Palavras finais da homilia do Rev. Padre Gonçalo Portocarrero de Almada, na Missa de sufrágio por El-Rei D. Carlos e pelo Príncipe Real D. Luís Filipe – Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, Lisboa, 1-2-2011. Leia aqui um resumo da homilia.