Arautos d'El-Rei | Europa: A síndrome da autodestruição
341
post-template-default,single,single-post,postid-341,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Europa: A síndrome da autodestruição

__________________________

O declínio dos nossos Valores dá lugar à ascensão do neo-paganismo

“Privadas dos seus princípios legitimadores externos e superiores, as modernas sociedades europeias parecem ter sido como que atingidas pela síndrome da autodestruição. Corolário deste facto é o êxito que conhecem as seitas, a recuperação das superstições, o entusiasmo pela cartomancia, o culto das estrelas e o hedonismo, mas também a atracção pelo islamismo, que é simultaneamente uma espiritualidade de substituição de acesso fácil e um instrumento de autopunição particularmente atractivo para a alma europeia suicidária e autoflagelatória.”

Fonte: Alexandre del Valle, “A Islamização da Europa”, Civilização Editora, Porto, 2009, pág.331