Arautos d'El-Rei | Afonso de Albuquerque – O Sonho da Índia
298
post-template-default,single,single-post,postid-298,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Afonso de Albuquerque – O Sonho da Índia

Afonso de Albuquerque é a figura mais genial do império português do Oriente. Ora nos surge como marinheiro, ora como soldado, estadista, administrador ou diplomata, com a mesma competência e saber em todas as situações, pondo sempre as suas múltiplas faculdades ao serviço de um único fim: fundar um poderoso império no Oriente, exaltar o Rei e a Pátria, difundir a Fé.
Muito avançado para a época, Afonso de Albuquerque governou gentes de outras raças sem as escravizar, respeitou-lhes os costumes e a religião, concedeu-lhe uma justiça que desconheciam, deixou-as participar no governo e preocupou-se com a educação e formação das novas gerações.
Sempre limitado pela falta de homens, de navios, de dinheiro — e muitas vezes pela pela incompreensão de El-Rei D. Manuel — Afonso de Albuquerque estendeu a sua influência desde a Arábia até à China, de um modo especial na Índia e em Malaca, tendo dominado o Oceano Índico e transformado Portugal na mais importante potência europeia no Oriente. A nossa Província Ultramarina de Goa permanece até hoje como a grande glória da sua obra civilizadora, apesar de ilegitimamente ocupada pela União Indiana desde 1961.

Autora: Elaine Sanceau
Editora: Edições Tenacitas, 2008, 310 págs.
ISBN: 9789728758493