Arautos d'El-Rei | Bento XVI, sobre o Relativismo
247
post-template-default,single,single-post,postid-247,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Bento XVI, sobre o Relativismo

BENTO XVI, SOBRE O RELATIVISMO:

“Possuir uma fé clara, seguir os ensinamentos da Igreja, é classificado com frequência como fundamentalismo. Em contrapartida, o relativismo, isto é, o deixar-se levar “para aqui ou para ali por qualquer vento ou doutrina” parece a única atitude aceitável nos tempos que correm. Toma corpo uma ditadura do relativismo que não reconhece nada como definitivo e que deixa tudo ao critério do próprio ego e dos seus desejos”.