Arautos d'El-Rei | Como a Igreja criou a Europa
45
post-template-default,single,single-post,postid-45,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Catedral de Chartres

Como a Igreja criou a Europa

A origem profunda da grave crise de identidade da Europa está num antigo mito de que a Igreja Católica e as Monarquias Feudais teriam mantido o continente na obscuridade e na miséria durante séculos até que a suposta “emancipação”, trazida pelo Humanismo e pelo Iluminismo, abriu o caminho à ciência, à liberdade e à prosperidade actuais. Esta visão, divulgada por discursos, livros de escola e tratados de História, é simplesmente falsa.

João César das Neves

“(…) a Igreja Católica, vencendo o paganismo obscurantista e civilizando os bárbaros, foi uma poderosa força dinâmica, estabelecendo os valores de tolerância, caridade e progresso que criaram a sociedade contemporânea. A Idade Média, conhecida como “Idade das Trevas”, foi uma das épocas de maior desenvolvimento e criatividade técnica, artística e institucional da História.”

Leia o artigo completo no Diário de Notícias